Bailarino, Coreógrafo, Diretor - Artista em Transição

Nascido em Salvador, Bahia, Elísio Pitta é especialista em gestão cultural. Mestre em Artes Cênicas (MFA) pela University of British Columbia, Canada e Administração de Empresas pela BCTI Business Center and Technology, Seattle. Com experiência de 45 anos de atividades artísticas ininterruptas. Suas experiências abrangem: dança, música, teatro e cinema. Pitta estudou e trabalhou com renomados mestres das artes de várias partes do mundo, dentre eles: Mestre Waldemar da Paixão; Raimundo King; Clyde Morgan, Lia Robatto, Arthur Hall, Maria Fux, Rubens Cuello, Alvin Ailey, Maurice Bejart, Neide Aquino, e outros.

 

Elísio Pitta tem atuado como artista convidado em várias companhias fora do Brasil: Ballet Miguel Angel Maguiña, Peru; Ballet of XX Century, Bélgica; Maria Fux Dance Company, Argentina; Geni Le Gon Dance Ensemble, Marang Drum and Dance Ensemble, Guarany Music Company, Pacific Motion Dance Company e Axé Brasil, Canadá; Olatunji Drums of Passion, Ocheami African Dance Ensemble, Spectrum Dance Theater, USA; Kinetika Arts Links, Inglaterra, Resurrection Dance Theater, Haiti. Em 1986 ele fundou a Alujá Dance Company um grupo de dança moderna que excursionou nos Estados Unidos Canadá e México.

 

Em 1994 coordenou um programa de intercâmbio cultural entre Alujá Arts Center e organizações de arte brasileiras, onde conduziram uma série de palestras, master classes e apresentações em Salvador e São Paulo. Durante os últimos dez anos Elisio tem sido comissionado por importantes organizações de artes e fundações, dentre elas: Lincoln Arts Association, Seattle Arts Commission, Centrum Foundation, Washington State Arts Commission, Simon Fraser University Vancouver Concert Society, University of British Columbia Museum of Anthropology, the National Endowment for the Arts, Kinetika Arts Links, the London Arts Council, the Resurrection Dance Theater of Haiti, Prince Claus Fund for Cultural DevelopmentHollanda. Miami Dade College, Dreyfoos Performing Art School, Seattle Parks Department, 4 Culture Grants, Mission Dance Foundation.

 

Também criou obras coreográficas para: Alujá Dance Company: ORIKIS, 90; BRAZILIAN SUITES 92; RITUALS 93; CROSSROADS 94; FESTIVAL OF OUR HOMELAND, 96; - Kinetica Arts Links: YEMANJÁ 2002; - Resurrection Dance Theater: HAITIAN NIGHTS 2002; Balé da Mata: FESTAS DA NOSSA TERRA, 2002; TRADIÇÕES 2004, CAMINHOS PARA A LIBERDADE 2006. ORI, CATA-DORES E OTHELLO para a Cia C.; JORNADA para a Cia Étnica, RJ e ALABÊ para o Grupo Makala/ Aforeggae, RJ 2012; interprete/Criador, projeto "Othello o Mouro do Mundo", recipiente do Prêmio Funarte/Klauss Vianna 2012; Diretor Artístico/Intérprete Criador, espetáculo "CataDores", recipiente do Prêmio Funarte 2014 para montagem de espetáculos de Rua; Prêmio Funarte/Klauss Vianna 2015 para Circulação Nacional de Espetáculos; Bailarino convidado espetáculo "Signos" Cia Rubens Barbot, RJ 2015. Desde o ano 2000 Elisio Pitta atua como Coordenador Geral do Instituto Oyá, em Salvador; em 2002 fundou o Balé da Mata Companhia de Danças, no qual é Diretor Artístico e Coreógrafo Residente, deu início a importantes projetos de colaboração internacional: Com a Kinética Arts Links, de Londres, com Resurrection Dance Theater do Haiti, e Coliseu Cultural. Em 2003 foi um dos laureados com o prêmio “Prince Claus Awards”, para o qual desenvolveu o projeto Impressões Haitianas Raízes Brasileiras em 2004.

 

Desde 2003 atua como Consultor Artístico para Magic Life der Club International, Brasil e Europa. Durante os anos 2007-2011 foi Conselheiro de Cultura do Estado da Bahia. Diretor Artístico da Companhia C Dança Negra Contemporânea, 2008 – presente; Diretor Artístico do Encontro Internacional de Dança Negra, 2008; Diretor Executivo Centro de Articulação e Referencia da Dança Negra CARDAN, 2008 - 2014; Membro da Comissão Julgadora do 1o Prêmio de Expressões Afro Brasileiras 2011, Fundação Palmares/CADON; Membro da Comissão Julgadora Premio Clauss Vianna, FUNARTE 2010; Palestrante na Semana Negra de Dança 2011, Centro Coreográfico-RJ; Diretor Artístico Associado, Terreiro Contemporâneo de Dança, RJ 2012-2016; membro da REDE Terreiro Contemporâneo de Dança; Parecerista Internacional/América Latina, Prince Claus Fund for Cultural Development, Holanda; membro do Conseil Internationale de la Dance, CID-UNESCO desde 2010; Nos últimos cinco anos em turnê nacional e internacional com os espetáculos Othello o Mouro do Mundo, Cata-Dores e Orí, passando por dez cidades no Norte do Brasil e cinco países da Europa. Baseado em Seattle, foi professor de Dança Moderna e Dança Afro-Brasileira no Experimental College da Universidade de Washington, bailarino convidado na Spectrum Dance Theater, professor de Dança Contemporânea na Velocity Dance Center, professor visitante na Pallomar College, Diretor Artístico Associado BRASARTE Cultural Center, Coreógrafo Residente p/ Seattle Pan Project, instrutor da Técnica Horton na Ewajo/ Diagre Dance Center.

 

Atualmente morando e trabalhando em São Paulo, é professor de dança moderna na companhia do Ballet Stagium, onde atua como artista residente desenvolvendo as “Oficinas de Aceleração Técnica”, projeto de sua autoria. Recentemente criou o projeto “Solos-Coletivo de Dança Contemporânea”.

12795045_10208699679307578_2342993182140